Não tenha medo de sorrir

Em nossa clínica buscamos, por meio de uma odontologia eficiente e moderna, reabilitar a função oral dos pacientes.

Sua saude em boas mãos

Buscamos o equilíbrio do Sistema Mastigatório, que, tendo todas as suas funções trabalhando em harmonia, propicia bem-estar e saúde para as pessoas.

Implantes, tratamentos dentários, clareamento entre outros...

Saúde, função, ética e estética aplicadas à odontologia são os nossos ideais.

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Como eu sei qual a tonalidade dos meus dentes?

No campo dentário não há um sistema padrão para medir e determinar a tonalidade dos dentes. Assim como também não há uma resposta sobre o quanto seus dentes podem ficar brancos - cada situação pessoal é única. Uma referência comumente usada, no entanto, é um guia de tonalidades.

Um dos guias mais comuns divide a tonalidade dos dentes em uma graduação de quatro tons básicos:
Um dos guias mais comuns divide a tonalidade dos dentes em uma graduação de quatro tons básicos:
  • A (marrom avermelhado)
  • B (amarelo avermelhado)
  • C (acinzentado)
  • D (cinza avermelhado)

Dentro de cada graduação existem diferentes níveis de escurecimento - o resultado é uma tabela suficientemente detalhada para que quase todo mundo possa encontrar a exata tonalidade de seu dente no guia.

Para usar o guia, simplesmente compare a tonalidade atual de seu dente com a correspondente na tabela. A tonalidade encontrada estabelece um ponto de partida para determinar o quanto você determina você gostaria que seus dentes ficassem
brancos.

O quanto os seus dentes deveriam ficar brancos? Isto depende.

Não existe apenas uma maneira adequada de clarear os dentes. Algumas pessoas querem uma mudança radical e instantânea, enquanto outras preferem um clareamento gradual como os obtidos com gel e creme dental
branqueador. O resultado final depende da tonalidade natural do dente, de quanto certas manchas difíceis são de sair e do tipo de tratamento escolhido. Lembre-se:

  • Uma mudança de apenas duas ou três tonalidades pode proporcionar uma sensível diferença em qualquer sorriso.
  • Embora o clareamento possa mudar ocasionalmente a tonalidade do dente nove ou mais graduações, a maioria das pessoas que clareia os dentes nota uma diferença entre duas e sete tonalidades.
  • Cada procedimento tem suas vantagens e desvantagens. Clareamento a laser e outros procedimentos branqueadores realizados em consultório, por exemplo, podem produzir resultados mais satisfatórios, porém sem seu valor mais elevado.
Fonte: http://saudebucal.terra.com.br/tratamento_tonalidade.html

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Como é realizado o clareamento de dentes?

Há muitas maneiras de clarear os dentes, de creme dental com ação clareadora e outros produtos que removem manchas superficiais a custos reduzidos, a técnicas ativadas por luz executadas no consultório de um dentista e que podem custar em torno de R$ 1.000 ou mais dependendo do profissional.

Todas as técnicas de clareamento são realizadas de uma dessas duas maneiras:

Procedimentos clareadores que modificam a cor natural dos dentes, deixando-os com tons de cinco a sete vezes mais claros. Tanto o clareamento realizado no consultório (assistida) quanto aquele realizado em casa (moldeira) utilizam alvejantes. Os princípios ativos mais freqüentemente contidos nos alvejantes são o peróxido de carbamida e o peróxido de hidrogênio a concentrações de 10 a 22%, que ajudam na remoção tanto das manchas superficiais quanto das profundas. Há diferenças de custo entre os diferentes procedimentos:

  • Uma sessão de clareamento ativada por luz no consultório do dentista, às vezes chamadas clareamento assistido (clareamento no consultório), pode custar em torno de R$ 500 ou mais dependendo do profissional, e seus resultados são dentes muito mais brancos, instantaneamente. Porém, após um ano comendo e bebendo normalmente (café, chá, refrigerantes), seus dentes perdem ligeiramente a cor e novas manchas aparecem. Para ter seus dentes brancos novamente você deverá repetir a sessão de clareamento ativado por luz.
  • Uma moldeira personalizada criada pelo seu dentista para clarear os dentes em casa, custa por volta de R$ 300 por arcada dentária, e deve ser usada durante muitas horas durante o dia, ou durante a noite por duas semanas. Quando você observa novas manchas, deve apenas usar a moldeira novamente por uma ou duas noites para removê-las.
  • Produtos vendidos sem receita nas farmácias para clarear os dentes incluem moldeiras que se adaptam depois de aquecer e morder, gel alvejante aplicado por um pincel, e fitas de clareamento com preços que variam em torno de R$ 20 a R$ 150, dependendo do produto de branqueamento.
Procedimentos não clareadores funcionam por ação física e/ou química para ajudar a remover manchas superficiais. Todas os cremes dentais recaem no uso de um leve desgaste para remoção de manchas superficiais entre consultas odontológicas. Cremes dentais clareadores contêm agentes químicos ou polidores para promover a remoção adicional das manchas. Uma limpeza profissional feita por uma dentista ou higienista também envolve desgaste para remoção de manchas mais externas causadas por alimentos ou tabagismo.
Cada um responde de maneira diferente a cada tipo de clareamento. Algumas pessoas respondem bem aos cremes dentais clareadores, enquanto outras, com dentes acinzentados ou outro tipo grave de descoloração, necessitam de facetas laminadas de porcelana(abordados ainda nessa sessão) para obter os sorrisos que sempre desejaram. Apenas seu dentista ou higienista podem determinar o que é melhor para você.

Fonte: http://saudebucal.terra.com.br/tratamento_comorealizado.html

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Por que devo clarear meus dentes?

Talvez você sempre quis ter um lindo sorriso branco. Ou talvez seus dentes amarelaram com o passar do tempo. Ou talvez você não esteja feliz com as
manchas provenientes do café, chá ou refrigerantes de cola. Qualquer que seja sua razão de querer dentes mais brancos, você não está sozinho.

Assim como todos nós temos cores diferentes de cabelo e pele, as pessoas também têm coloração diferente dos dentes. Alguns dentes são mais amarelos que outros, enquanto outros amarelam com a idade. A cor natural de seus dentes também pode ser alterada por muitos fatores.

As manchas superficiais e descoloração interna podem ser causadas pelo:

  • O processo natural de envelhecimento.
  • Tabaco (fumar ou mascar), beber café, chá ou vinho tinto, e ingerir alimentos pigmentados como frutas vermelhas.
  • Acúmulo de placa ou depósitos de tártaro.
  • Ingestão excessiva de flúor (mais de duas partes de flúor por milhão de partes de água) quando os dentes estão se formando, o que confere ao dente uma aparência mosqueada.
  • Tratamento com antibióticos a base de tetraciclina durante a infância.
  • Trauma nos dentes pode causar coloração ou marrom, ou cinza ou preta.

Há muitas razões para clarear seus dentes, incluindo:
  • Maior segurança e auto-estima como resultado de um sorriso incrível.
  • Aparência mais jovem.
  • Um evento especial como um casamento, entrevista para emprego ou encontro de ex-alunos.
  • Causar uma primeira impressão positiva.
  • Simplesmente para reverter os anos de manchamento e amarelamento diários.

Sempre consulte seu dentista antes de iniciar qualquer processo de clareamento. Apenas ele poderá melhor avaliar se você está apto para se submeter a um tratamento em particular.
Fonte: http://saudebucal.terra.com.br/tratamento_porque.html

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Pergunte ao seu dentista qual a técnica de clareamento mais indicada para você.

  • Dentes amarelados reagem melhor ao clareamento: no entanto os dentes amarronzados ou acinzentados, raiados ou mosqueados - devido à tetraciclina ou excesso de flúor - podem não clarear uniformemente.
  • Pessoas com doenças periodontais ou que possuem dentes particularmente sensíveis provavelmente deveriam evitar técnicas de clareamento com substâncias químicas, pois podem irritar gengivas sensíveis.
  • O clareamento não é recomendado se houver restaurações da própria cor natural dos dentes, coroas, jaquetas ou facetas em seus dentes incisivos - o clareador não alterará a cor desses materiais, e ficarão aparentes no seu sorriso recém clareado. Você poderá investigar com o seu dentista outras opções.
  • Em alguns casos, onde houver sérios problemas dentários ou mandibulares, uma coroa ou jaqueta, recomendado para corrigir problemas ortodônticos, talvez possa resultar em um sorriso mais branco e mais atraente.
Fonte: http://saudebucal.terra.com.br/tratamento_candidatotratamento.html

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Será que sou um candidato para clareamento dos dentes?

Quase todas as pessoas, que têm dentes naturais e permanentes, podem ser candidatos ao clareamento dental. Seu dentista poderá avaliar sua saúde bucal e recomendar o método de clareamento que é mais adequado para você. Dependendo do tipo e da gravidade das manchas, a sugestão poderá ser um ou mais dos seguintes tratamentos:

  • Uma limpeza profissional para a remoção de manchas externas causadas por alimentos e pelo tabaco.
  • O uso de um creme dental clareador para auxiliar na remoção das manchas superficiais no intervalo entre as visitas odontológicas.
  • Para melhores resultados, utilize um gel clareador que seja apropriado e economicamente acessível ou fitas de clareamento .
  • Clareamento (no consultório ou em casa) de manchas mais teimosas ou amareladas.
  • Facetas de porcelana para restaurar dentes irregulares e danificados, ou para obter outros resultados específicos .
Fonte: http://saudebucal.terra.com.br/tratamento_candidatotratamento.html

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Quais são os diferentes tipos de tratamento com flúor?

Você pode se submeter a tratamento com flúor no consultório do dentista. No tratamento feito no consultório, o dentista seca sua boca e aplica uma solução, espuma ou verniz. Alguns dentistas colocam um gel ou espuma dentro de uma moldeira que você utiliza por alguns minutos. Pede-se que você não coma nem beba nada e evite fumar por 30 minutos após a aplicação.

Independentemente do risco, todos adultos devem usar creme dental com flúor, que teve sua eficácia comprovada na prevenção da cárie dental.

Fonte: http://saudebucal.terra.com.br/estagiosdavida_adultos_fluor.html

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Seu eu beber água mineral, estarei obtendo flúor suficiente?

Se a água mineral for sua fonte principal de água de consumo, você poderá não estar obtendo flúor em quantidade suficiente. Enquanto o flúor é adicionado na água de abastecimento público em 60% dos municípios do Brasil para reduzir a cárie dental, a maioria das águas minerais disponíveis no mercado não contém níveis ideais de flúor.

Diversos fatores são importantes para saber se você está recebendo ou não flúor suficiente, entre eles:
  • O nível de flúor na sua água mineral, que pode variar muito entre as diferentes marcas. Se a quantidade de flúor não aparecer no rótulo, peça informações à empresa responsável.
  • A quantidade de água mineral que você bebe durante o dia
  • Se você usa a água mineral para beber, cozinhar ou preparar sopas, sucos e outras bebidas
  • Se você também bebe água fluoretada na escola, trabalho ou outros lugares
Se você bebe principalmente água mineral, você deve conversar com seu dentista sobre a necessidade de tratamentos complementares com flúor -especialmente se tiver filhos. Seu dentista pode recomendar complementação de flúor se achar que seu filho não está recebendo níveis adequados
de flúor.

Fonte: http://saudebucal.terra.com.br/tratamento_agua_fluor.html

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Como posso saber se preciso de tratamento especial com flúor?

Se a água que você bebe é fluoretada, então a escovação regular com creme dental com flúor é considerada suficiente para a maioria dos adultos com dentes saudáveis. 60% dos municípios do Brasil adicionam flúor na água de abastecimento para ajudar a reduzir a cárie dental. Você pode descobrir se a água da sua cidade é fluoretada ligando para a companhia de abastecimento ou mandando analisar a água, caso ela seja proveniente de uma fonte particular.

Pessoas que bebem água mineral, e aquelas com as seguintes condições, devem conversar com o dentista sobre tratamentos especiais com flúor:
  • Se você estiver tomando medicamentos que provoquem boca seca ou tem uma doença que cause boca seca. Sem saliva para neutralizar os ácidos na sua boca e remover partículas de alimentos, você fica mais suscetível à cárie dental.
  • Se suas gengivas retraíram ou se descolaram dos dentes. Isso cria mais espaço para as bactérias se alojarem e facilita o surgimento da cárie dental.
  • Se você usa aparelho ortodôntico. Os aparelhos ortodônticos aprisionam grande quantidade de bactérias que podem levar à cárie.
  • Se você fez radioterapia na cabeça ou pescoço. A radiação prejudica as glândulas salivares, causando boca seca.
Fonte: http://saudebucal.terra.com.br/estagiosdavida_adultos_fluor.html

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Adultos podem se beneficiar com o flúor?

Pesquisas recentes mostram que todos podem se beneficiar com o uso de flúor. Especialistas costumavam achar que o flúor funcionava principalmente por fortalecer os dentes enquanto esses estavam ainda em desenvolvimento. Isso significava que as crianças eram o foco dos esforços de fluoretação. Hoje, estudos mostram que o flúor tópico - aquele presente em cremes dentais, enxaguatórios bucais e tratamentos com flúor - ajuda a prevenir o aparecimento de cáries em pessoas de todas as idades.

Fonte: http://saudebucal.terra.com.br/estagiosdavida_adultos_fluor.html

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Como o flúor atua?

O flúor ajuda a prevenir as cáries de duas maneiras distintas:

  • O flúor se concentra nos ossos em crescimento e nos dentes em desenvolvimento das crianças, ajudando a endurecer o esmalte dos dentes de leite e permanentes que ainda não nasceram.
  • O flúor ajuda a endurecer o esmalte dos dentes permanentes que já se formaram.
  • O flúor trabalha durante os processos de desmineralização e remineralização que ocorrem naturalmente em sua boca.
  • Sua saliva contém ácidos que causam a desmineralização nos dentes. Estes ácidos são liberados após a alimentação.
  • Em outros momentos - quando sua saliva está menos ácida - ocorre justamente o oposto, a reposição do cálcio e do fósforo que mantém seus dentes resistentes. Este processo é chamado de remineralização. Quando o flúor está presente durante a remineralização, os minerais depositados são mais duros do que seriam sem o flúor, ajudando a fortalecer seus dentes e a prevenir a dissolução durante a próxima fase de desmineralização.
Fonte: http://saudebucal.terra.com.br/tratamento_oqueefluor.html

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

O que é fluor?

O flúor é um mineral natural encontrado em toda a crosta terrestre e largamente distribuído pela natureza. Alguns alimentos contêm flúor, assim como a água fornecida por algumas empresas de serviço público.

O flúor é geralmente adicionado à água potável para ajudar a reduzir a incidência de cáries nos dentes. Na década de 30, pesquisadores encontraram pessoas que cresceram bebendo água naturalmente flúoretadas. Desde então, os estudos têm mostrado repetidamente que quando o flúor é adicionado ao suprimento de água da comunidade, a incidência de cárie diminui. A Associação Brasileira de Odontologia, a Organização Mundial de Saúde e o Ministério da Saúde, dentre muitas outras organizações têm endossado o uso de flúor nos suprimentos de água, devido ao seu efeito preventivo contra a cárie.

Fonte: http://saudebucal.terra.com.br/tratamento_oqueefluor.html

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Como posso ajudar a evitar as cáries?

  • Escove os dentes pelo menos três vezes ao dia, e use o fio dental diariamente, a fim de remover a placa bacteriana entre os dentes e sob a gengiva.
  • Faça avaliações regulares. O cuidado preventivo pode evitar que os problemas ocorram e que problemas menores se tornem sérios.
  • Adote uma dieta balanceada, com pouco açúcar e amido. Quando ingerir estes alimentos, procure comê-los durante a refeição, e não como um lanche, para minimizar o número de vezes que seus dentes são expostos ao ácido.
  • Utilize produtos dentários que contenham flúor , incluindo o creme dental.
  • Certifique-se de que a água que suas crianças bebem contenha flúor. Se a água fornecida em sua localidade não contém flúor, seu dentista ou pediatra pode prescrever suplementos de flúor diários.
Fonte: http://saudebucal.terra.com.br/problemas_caries.html

    Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More